Margarida Fernandes

O meu Blog

A comunicação interior

O princípio é simples: Se eu não gosto de mim mesmo, como espero que as pessoas gostem? Se eu não me orgulho do que eu faço, como espero que alguém se orgulhe? Se não admiro os meus próprios empreendimentos, quem irá admirar? Se eu não acredito em mim mesmo e nas minhas capacidades, quem irá acreditar?

Ao desejarmos algo, fruto dos nossos sonhos de realização, sucesso, prestígio ou felicidade, é fundamental acreditarmos nas nossas próprias capacidades de realização.

Quantas pessoas vivem tristes e frustradas por não terem conseguido ir um pouco adiante nos estudos ou no trabalho, nas realizações pessoais ou profissionais.

Acreditar em si mesmo, observar e descobrir que todos temos um potencial infinito de possibilidades de realização é caminhar na direção da evolução pessoal e espiritual.

A autoestima não é algo distante como um tesouro escondido ou difícil de ser conquistado. Ter autoestima é apenas gostar de si mesmo e ficar feliz com a imensa capacidade que todos nós possuímos para a superação de qualquer dificuldade.

Há, naturalmente, momentos difíceis na nossa vida, mas a reação diante de cada obstáculo é diferente em cada pessoa. Quem tem e procura sempre aumentar a sua autoestima é um vencedor, vive o momento presente com a consciência de que o passado foi importante como processo de aprendizagem, mas já passou e não volta mais. O futuro está por vir, ou seja, não aconteceu ainda e apenas prepara-se para vivê-lo quando ele chegar. Tem, e isso é o mais importante, a consciência do presente, vive no hoje, no aqui e agora, sentindo emoções autênticas e tendo consciência dessas emoções.

Uma pessoa que gosta de si mesma abre espaço em seu coração para viver bem com os outros, reconhecendo o valor de cada ser humano, sabendo ter a flexibilidade e compreensão para perceber e aceitar as diferenças individuais e exercitar o perdão.

Quem gosta de si gosta de ver a sua imagem refletida no espelho, pois reconhece que foi feito à imagem e semelhança de Deus.

Enfim, uma pessoa que tem autoestima vive em harmonia com as energias da natureza, do Cosmos, do Infinito, com Deus; tem a consciência do seu papel na sociedade e sua missão no mundo; percebe que recebe todas essas influências da inteligência universal e corresponde com seus atos e pensamentos.
É uma pessoa feliz, pois tem a consciência de ser filho de Deus e preserva o sentido de gratidão e reconhecimento pela graça da vida.

Margarida Fernandes

Taróloga

Sou Taróloga há mais de 20 anos e tenho a Missão de ajudar a encontrar e orientar o caminho de quem me procura, através do Tarot, da Cartomancia e da Quirologia - Leitura de Mãos.

Ver todos os artigos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MUDE HOJE MESMO A SUA VIDA

Está preparado para mudar de vida e descobrir a felicidade e a plenitude?