Margarida Fernandes

O meu Blog

FIlhos…Por Margarida Fernandes





Bem, e depois de um dia cheio de aconselhamentos e antes de dormir, que amanhã começo cedinho, não queria deixar de vos falar sobre um tema importante:
OS FILHOS.



É verdade, OS FILHOS. Hoje apetece-me falar-vos dos filhos: de mim, de si, dos irmãos, dos primos, do amigo, do colega, do namorado,… 
Afinal somos todos filhos, não é?
E há lá “coisa” melhor que um filho? 


E porque hoje me apeteceu falar neste tema? Confesso que me deixa triste ver filhos falarem mal com os pais, de pais maltratarem filhos, de haver tanta falta de respeito, compreensão, diálogo. De ver pais com medo de filhos, de haver pais a quererem viver a vida dos filhos e dos filhos quererem viver a vida dos pais. Dos filhos quererem ser adultos à força, de pais forçarem o crescimento dos filhos…



Meus amores, somos todos filhos, certo? Todos o somos e é tão certo como a morte.
Então, porque não respeitamos quem nos deu o ser? quem nos deu a vida? porque não amamos e não agradecemos o facto de termos nascido? não interessa em que circunstância fomos concebidos, mas o que importa é que nascemos e temos de nos amar a nós e a quem nos deu a vida. Quem nos gerou, nos alimentou, quem gritou para nascermos.



Há quem não tenha tido amor de pais, mas um dia poderá ter amor de filhos.

Então, porque não nos damos bem uns com os outros? Porque não nos amamos? Não nos abraçamos e dizemos o que sentimos? Porque respondemos torto a quem nos deu a vida? Porque contrariamos os conselhos de quem já viveu o mesmo  que nós? Ok, faz parte do nosso crescimento aprendermos com os erros, mas penso que é tão importante ouvirmos conselhos sábios, de sermos humildes e de assumirmos os nossos erros.

Afinal todos somos filhos e só vos digo que amor de filho é ÚNICO e INEXPLICÁVEL!


Então, aproveite este momento para dizer o quanto ama os seus pais, os seus filhos, os seus amigos,… 
Ame muito e diga sempre o que sente. Porque amanhã pode ser tarde demais.
Nunca se esqueça disso!


Diga TODOS os dias o quanto ama alguém! 
Dialogue quando se sentir incomodado.
Comunique os seus sentimentos, não se esconda, nem os esconda.
Não tenha medos!

Não se deixe intimidar!
Não se importe pelo que os outros pensam!

Abrace alguém se desejar!
Beije alguém se lhe apetecer.

Ofereça um carinho, que vale mais que mil flores.
Uma palavra certa, no momento certo, pode fazer milagres!


Viu, como é tão fácil resolver “problemas” e mal entendidos?
Afinal, quantas vezes os criamos por sermos “casmurros” com quem nos deu o ser?

Trate bem os seus pais, respeite-os. Voltemos a sentir o antigamente e a ouvir as suas histórias únicas e belas.


Dê a mão quando sentir vontade. Afinal eles também lhe deram quando precisámos. 
E quando pequenos damos tanto trabalho, quanto eles quando são velhotes.
Então, trate-os com respeito. Não os deposite em lugares à espera que a morte os leve, numa solidão, com desconhecidos, fora da sua zona de conforto.
Quem gostaria em pequeno de ser depositado num infantário e só ver os seus pais ao fim-de-semana, ou nem isso?


Não abandone quem tanto o amou, quem passou horas sem dormir e a olhar para si com aquele ar ternurento de amor incondicional, capaz de dar a vida por si… E agora que precisa de si, o que você faz?


E havia muito mais por dizer…


Vale a pena pensar nisto e nas nossas atitudes.
Não se esqueça, TODOS SOMOS FILHOS!
Hoje você… Amanhã eu!



Com amor,
MF

Taróloga Margarida Fernandes

Aconselhamentos e Cursos de Tarot presenciais e online para TODO O MUNDO – tarot.online2011@gmail.com


Saiba mais pelo site: www.tarologamargaridafernandes.com


Margarida Fernandes

Taróloga

Sou Taróloga há mais de 20 anos e tenho a Missão de ajudar a encontrar e orientar o caminho de quem me procura, através do Tarot, da Cartomancia e da Quirologia - Leitura de Mãos.

Ver todos os artigos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MUDE HOJE MESMO A SUA VIDA

Está preparado para mudar de vida e descobrir a felicidade e a plenitude?